Acho que muita gente já se imaginou em Veneza, mais especificamente, em Veneza dentro de uma romântica gôndola percorrendo canais e embalada pela cantoria de algum gondoleiro local.

Esse é o sonho de muitos viajantes, mas de fato, vale a pena concretizar esse desejo ao chegar a Veneza? É realmente assim que funciona o serviço? Vou detalhar aqui todos os pontos que achei interessantes sobre esse passeio tão único.

gondoleiros-veneza2

Quanto custa o passeio em gôndola?

Passeando pelas ruelas de Veneza, você verá, nos pontos das gôndolas, uma tabela com o preço do passeio: 80 € (para até 6 pessoas) até 7 p.m. Depois desse horário, o preço aumenta para 100 €.

Então devo te dizer que à noite não vi gôndolas passeando pelos canais. A maioria dos gondoleiros não moram na ilha e retornam à casa no final do dia. Portanto, se você optar por fazer o passeio à noite, você deverá combinar com um dos muitos gondoleiros da cidade.

Precisa dar gorjeta?

Todas às vezes que conversei com gondoleiros, eles me disseram que o preço era aquele oferecido e nada mais. Entendo que a gorjeta é um agrado e uma forma de reconhecimento pelo bom/ótimo serviço prestado. Portanto, só pague se você achar que cabe no seu bolso, afinal, em tempos de Real desvalorizado, qualquer economia em Euro é válida.

Tem desconto?

Sim, tem. E como consegui um desconto de 20 €? Simplesmente passeando sem pressa pelas ruazinhas de Veneza. Várias vezes fui abordada por gondoleiros oferecendo seus serviços e muitas vezes fui surpreendida com propostas com descontos.

Assim que cheguei à cidade, tive uma proposta por 70 €, logo mais à frente outra por 60 €. Como havia chegado à ilha naquele momento, então anotei a rua onde estava e o nome do gondoleiro para retornar no dia seguinte, quando pretendia fazer o passeio.

Ao chegar ao local no outro dia, o gondoleiro do desconto não estava, porém conversei com outro que gentilmente aceitou a proposta de 60 € para duas pessoas. De fato, acredito também que esse desconto pode ser mais facilmente conseguido na baixa temporada, mas não custa tentar nos períodos mais disputados (minha viagem foi em setembro de 2016).

Para quem se interessar ao visitar à cidade, meu gondoleiro foi o Lucca e você poderá encontrá-lo na Ponte de L´ogio, na Salizzada del Fontego dei Tedeschi.

Quanto tempo de passeio?

Todas as propostas que recebi foram para passeios de 30 minutos. Esse é o tempo padrão para o passeio, inclusive é o que consta na tabela que você verá nos pontos onde ficam as gôndolas.

Achei o tempo suficiente para aproveitar e muito a beleza que Veneza oferece vista por um outro ponto, sem tornar o passeio cansativo. Para mim, foi o ideal para manter o passeio mágico e valioso.

::: Siga minhas viagens ao vivo pelo instagram/@tecontonavolta
::: Curta minha página no facebook/tecontonavolta

O gondoleiro canta mesmo?

Bem, o meu não cantou, mas por outro lado nos contou várias curiosidades de Veneza e dos locais por onde passávamos. Por exemplo: prédios da prefeitura, residências do Mozart e do Napoleão Bonaparte e hotel onde George Clooney se casou.

Mas sei que muitos cantam. Portanto, vale uma conversa antes de iniciar o passeio para saber se seu gondoleiro tem atributos vocais.

Leia também: Roteiro Itália 15 dias: um passeio de carro!

Onde começar o passeio?

Existem vários pontos na ilha onde você poderá começar o seu passeio, o que também poderá determinar o percurso. A maior concentração de gondoleiros é na Praça San Marco.

Optei por percorrer canais mais tranquilos, livres do engarrafamento de gôndolas e do tráfego de embarcações maiores que agitam as águas dos canais. Nada com uma canal sem agito e inteirinho para você curtir aquele momento tão sublime.

Como disse, meu passeio percorreu canais menores, mas também incluiu o Grand Canal, inclusive cruzando a Ponte Rialto. Mas você pode por exemplo optar por cruzar a Ponte dos Suspiros. Portanto, é essencial que você converse com seu gondoleiro para determinar o trajeto que você deseja fazer.

Qual o melhor horário?

Durante os dias os canais estão sempre cheios de barcos particulares, taxi boats, gôndolas e até mesmo de Vaporetto e Transatlânticos no Grand Canal. É muito comum inclusive ter engarrafamento nos canais mais movimentados.

Eu optei por fazer o passeio no fim de tarde, no horário de 18h30 (Setembro de 2016). Achei que o fluxo nas águas era bem menos intenso do que durante o dia. Muitas visitantes não pernoitam na ilha em razão dos altos preços da hotelaria.

Portanto, a cidade fica muito mais tranquila ao anoitecer. Admirar Veneza de dentro da gôndola em um fim de tarde foi inesquecível. Mais do que indico.

Afinal, vale a pena fazer o passeio de gôndola?

Se querem minha opinião, sim! É imperdível e ainda acrescento que em todo minha viagem à Itália (passando por Roma, Toscana e arredores, Milão) o passeio de gôndola foi um dos momentos mais marcantes da minha Eurotrip.

Eu já estava decidida a fazer o tour desde sempre, mas sei que muitos viajantes ponderam em razão do preço elevado. É uma questão bastante pessoal, mas que deve ser analisada com carinho. para não haver arrependimento depois. Se for muito pesado para você, considere dividir o preço do passeio com outras pessoas.

Ademais, em viagens, gosto de conhecer tudo que seja importante na cidade, mesmo que seja para dizer que não gostei. Se você ainda tem alguma dúvida, espere chegar a Veneza. Todos os caminhos te levarão para as gôndolas. ♥♥♥

gondola-veneza

gôndola

gôndola

::: Siga minhas viagens ao vivo pelo instagram/@tecontonavolta
::: Curta minha página no facebook/tecontonavolta

COMENTE PELO FACEBOOK

COMENTE PELO SITE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *