Ponto forte na minha primeira viagem a Buenos Aires, sem dúvida alguma, foi o show de tango Esquina Carlos Gardel.  Tudo começou na chegada ao teatro que já te digo é lindo. O lugar é extremamente requintado, com capacidade para 500 pessoas. Logo na entrada fomos recepcionados por 2 bailarinos que nos levaram para tirar uma foto bem rapidinho. Não resisti e acabei comprando no final. Se quiser, ainda dá para tirar uma foto com a estátua de Carlos Gardel. Depois fomos direcionados à mesa. Como meu grupo foi muito bem planejado, nossa reserva era bem no centro do palco. Visão perfeita. Mas, antes do espetáculo, o show inclui o jantar (entrada, prato principal, sobremesa e bebidas). Tudo muito bom.

O tango já é uma dança impactante por si só, mas com muito bom gosto e elegância o show ficou muito maior. A orquestra é algo alucinante, localizada no alto, em cima do palco e de frente para pláteia. Com músicos e dançarinos de primeira, me emocionei vááárias vezes. Carlos Gardel foi o mais importante dos artistas de Tango Argentino. Sua trajetória foi fundamental para contribuir na consolidação do Tango e da Escola de Canto, pois foi o criador do Tango Canção no ano de 1917.  Sua história artística, no entanto, foi prematuramente cancelada em 1935, quando faleceu em um acidente de avião na Colômbia.

                                                                                          
O casal de dançarinos, com danças e roupa feminina mais calientes, arranca aplausos mais vigorosos
O tango inicialmente era dançado somente entre os homens no Bairro San Telmo. Este pequeno detalhe é mostrado no teatrinho na apresentação do show. Adorei a dança do bailarino com duas vassouras e um pano no lugar da saia. Tão solitário, coitado, mas deu um show!!!
Observei outra coisa: o pianista toca de costas para a plateia! Antigamente esta era a posição do pianista até que Liszt alterou-a para que o som fosse mais perceptível. Antes de decidir pelo Esquina Carlos Gardel, pesquisamos muito e não tive dúvida de que fizemos a melhor escolha. Definitivamente não é show feito exclusivamente para turistas. Tudo muito autêntico. Impecável do início ao fim.
Recomendo.Veja também: Rojo Tango.