O MALBA, Museo de Arte Latinoamericano de Buenos Aires, fundado em 2001, com a finalidade de abrigar a coleção de arte do milionário argentino Eduardo F. Constantini e de se dedicar à arte latino-americana do século XX em diante, é um excelente passeio nas terras portenhas.
É o melhor museu particular do país. Imperdível!
Fica localizado em Palermo, na Av. Figueroa Alcorta 3415.
A entrada custa 25 pesos argentinos, mas às quartas cai para 12. Acabei indo esse dia e na verdade não paguei nada, pois nesse dia estudantes não pagam. E eu estava munida de minha carteirinha, que foi aceita lá. 🙂
O museu é bastante grande e as paredes de vidro do átrio do MALBA permitem iluminação natural em boa parte do museu.
Logo na entrada, tem a bilheteria que estava com uma fila enorme durante todo o tempo que estive por lá. Portanto, reserve um tempinho para fila.
Do lado esquerdo fica localizado o excelente bistrô Café del Arts, que você lê aqui!
Do lado direito, há a Tienda Malba Store, lojinha super bacaninha que vende livros, cd´s, dvd´s, artigos de papelaria e decoração.
O museu possui obras de Frida Kahlo, Di Cavalcanti, Xul Solar, Diego Rivera, Candido Portinari, Hélio Oiticica, Tarsila do Amaral, incluindo sua famosa tela Abaporu.
Essas obras ficam no primeiro andar, no coração do museu, e não podem ser fotografadas.
Tirei apenas de algumas autorizadas.
O segundo andar é dedicado a mostras temporárias.
Rompecabezas(1968-70), do argentino Jorge de la Vega
Você ainda pode curtir o Malba Cine e ainda observar fotos de visitantes tirada no Malba e colocadas em exposição nesse mural:
Excelente passeio!
Dica:
Quando sair dalí dê um pulinho no Shopping Paseo Alcorta.
Fica bem pertinho.

Av. Figueroa Alcorta y J. Salguero 3172.